Perversidade e tentativa de desconstrução da natureza das coisas

por Fernando "Eagle" de Sousa

Perversidade e tentativa de desconstrução da natureza das coisas

Fronteira Final

Imagem

As tratativas sobre homossexualismo querem de forma imposta alterar a natureza dos seres, características dos gêneros, a fisiologia e a psique humana.

Tal perversão sempre existiu, porém, jamais foi tão maquiavélica. A partir da estratégia de apelo à linguagem do gênero cria-se o engodo, para levar a discussão, a partir de vocábulos, tirando do centro da discussão a própria característica do ser.

Sobre isto escreve o padre Luiz Carlos Lodi da Cruz, em A linguagem de gênero – Uma perigosa terminologia que se está disseminando. Ele trata do livro do advogado argentino Jorge Scala El género como herramienta de poder sobre a perigosa e destrutiva “ideologia de gênero”.

Lodi fala dos termos cunhados pelo que ele chama de ‘cultura da morte’. São vocábulos bem assimilados por representantes de praticamente todos os segmentos sociais, mesmo os contrários a tal desvario ideológico e quase religioso.

De forma tanto inadvertida quanto inocente…

Ver o post original 1.063 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: